Travesseiro

Os nossos filhos já tinham nomeNenhum sonho passava fomeComo um ciclo não se consomeO sono agora some Não creio que foi tão momentâneoO futuro era certeiro e espontâneoO presente tão…

Continuar lendo Travesseiro

Mundo bom

Gritar felicidade É um bom jeito De livrar-se do peito Peso tirado com facilidade Aquele não demonstrado Só escondido Em meio aos sorrisos expressos Uma mágoa ristretta À atenção restrita…

Continuar lendo Mundo bom

Canto preenchido

E dormiu com lápis na mão O menino que queria ser poeta Mas em seus cadernos, Folhas, comunicados escolares, Outros livros ou na própria mesa Desejava passar a escrever poesia…

Continuar lendo Canto preenchido